A cidade é uma só

Documentário, Drama Comédia / Híbrido / 2013 / Brasil

Direção: Adirley Queirós

Idioma: Português
Data de lançamento: 12/07/2013
Classificação Indicativa: 10 anos

Reflexão sobre os 50 anos de Brasília, tendo como foco a discussão sobre o processo permanente de exclusão territorial e social que uma parcela considerável da população do Distrito Federal e do Entorno sofre, e de como essas pessoas restabelecem a ordem social através do cotidiano. O ponto de partida dessa reflexão é a chamada Campanha de Erradicação de Invasões (CEI), que, em 1971, removeu os barracos que ocupavam os arredores da então jovem Brasília. Tendo a Ceilândia como referência histórica, os personagens do filme vivem e presenciam as mudanças da cidade.

Prêmios e festivais

    Semana dos Realizadores, 2011
    Menção Honrosa de Melhor Filme

    15ª Mostra de cinema de Tiradentes, 2012
    Prêmio de Melhor Filme escolhido pela Crítica

    BACIFI Buenos Aires Festival Internacional de Cinema Independente, 2012

    Word Cinema Amsterdã, 2012

    INDIE BRAZIL, 2012 (Los Angeles)

    Panorama de Cinema da Bahia, 2012

    Fórum.doc (BH), 2012
    Prêmio de Melhor Filme

Ficha Técnica

    Direção: Adirley Queirós

    Produção: Adirley Queirós e André Carvalheira

    Roteiro: Adirley Queirós e Thiago Mendonça

    Direção de Fotografia: Leonardo Feliciano

    Direção de Arte: Denise Vieira

    Animação: Rafael Terpins

    Técnico de Som: Francisco Craesmeyer

    Montagem: Marcius Barbieri

    Edição de Som: Guile Martins

    Mixagem: Guile Martins

    Elenco: Dilmar Durães, Nancy Araújo, Marquinhos do Tropa

Conheça a Sessão Vitrine

A Sessão Vitrine é um projeto inovador de distribuição coletiva de filmes brasileiros em salas de cinema comerciais e plataformas digitais, realizado pela distribuidora Vitrine Filmes. Estreando filmes a preços reduzidos, o projeto realiza sessões com debates, com o principal objetivo de potencializar a formação de público para o cinema, promovendo a democratização do Cinema Brasileiro. A curadoria do projeto preza por apresentar um recorte descentralizado e atual da produção audiovisual nacional, apresentando ao público os novos clássicos do cinema brasileiro!